Frases de Guilherme Farel

Sammis Reachers 

(Gap, França, 1489 – Neuchâtel, Suíça, 1565), também dito William Farel, foi um reformador e impetuoso evangelista francês, um dos principais instauradores da Reforma em diversos cantões suíços e em Genebra, para onde convidou Calvino a unir-se a ele na obra. Juntos estabeleceram um governo teocrático na cidade, que chegou a ser conhecida como a “Roma Protestante”. Farel elaborou e publicou a primeira liturgia protestante em francês.

Confessamos que a entrada que temos para os grandes tesouros e riquezas da bondade de Deus nos é concedida por meio da fé; na medida em que, com certa confiança e garantia de coração, acreditamos nas promessas do evangelho e recebemos a Jesus Cristo como ele nos é oferecido pelo Pai e descrito pela Palavra de Deus.

A fé é o grande e único dom de Deus através do qual somos feitos filhos de Deus. Guilherme Farel

Para Deus, é uma grande e detestável idolatria [o fiel] contar com outra pessoa senão Ele. Isso demostra desconfiança em sua infinita bondade e misericórdia, como se houvesse alguém melhor ou mais misericordioso que Ele, e em Seu poder e sabedoria, como se Ele fosse incapaz de nos ajudar ou não soubesse como.

Quem incentivar as pessoas a procurar a remissão de pecado e perdão em qualquer outra coisa além dele [Jesus Cristo], como em peregrinações, indulgências ou outras invenções sobre as quais não há nenhuma promessa na Escritura, está negando e ainda fazendo outros negarem a Cristo.

Essa graça de Deus, conhecida e compreendida, provada e saboreada através da fé e do Espírito de Jesus Cristo, que nos torna certos disso, faz com que amemos a Deus com todo o nosso coração e, acima de tudo, o admiremos e honremos, e amemos o nosso próximo como a nós mesmos.

As Sagradas Escrituras… contêm a soma completa do que devemos fazer, é disso que devemos experimentar e crer em Deus nosso Pai, servindo-o do coração, em espírito e em verdade, assegurando-nos de que a sua santa habitação, isto é, nosso corpo, seja sempre mantida limpa de toda imundície e iniquidade.

Ao participar de uma missa, num ímpeto ele subiu ao púlpito, arrancou a hóstia das mãos do padre e disse: “Este não é o Deus a quem vocês adoram: ele está acima no céu, mesmo na majestade do Pai”.

A história registra que Farel, ciente de suas limitações, buscou no jovem Calvino ajuda para a grande obra que Deus já estava a fazer na Suíça, mais notadamente em Genebra. Calvino alegou que era inexperiente para tal empresa, e necessitava de mais tempo para dedicar-se a seus estudos. Farel, que dizem ter sido possuidor de uma voz de trovão, esbravejou: “Deus amaldiçoe seus estudos, se agora, em seu momento de necessidade, você se recusa a prestar sua ajuda à Sua Igreja.” Calvino sentiu fundo o golpe, e tomou certeza do chamado de Deus.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *