1° Coríntios 16

 

As coletas para os crentes de Jerusalém

1 ¶ Quanto à coleta para os santos, fazei vós também como ordenei às igrejas da Galácia.

2No primeiro dia da semana, cada um de vós ponha de parte, em casa, conforme a sua prosperidade, e vá juntando, para que se não façam coletas quando eu for.

3E, quando tiver chegado, enviarei, com cartas, para levarem as vossas dádivas a Jerusalém, aqueles que aprovardes.

4Se convier que eu também vá, eles irão comigo.

Os projetos de Paulo. Diversas recomendações e saudações

5¶ Irei ter convosco por ocasião da minha passagem pela Macedônia, porque devo percorrer a Macedônia.

6E bem pode ser que convosco me demore ou mesmo passe o inverno, para que me encaminheis nas viagens que eu tenha de fazer.

7Porque não quero, agora, ver-vos apenas de passagem, pois espero permanecer convosco algum tempo, se o Senhor o permitir.

8Ficarei, porém, em Éfeso até ao Pentecostes;

9porque uma porta grande e oportuna para o trabalho se me abriu; e há muitos adversários.

10¶ E, se Timóteo for, vede que esteja sem receio entre vós, porque trabalha na obra do Senhor, como também eu;

11ninguém, pois, o despreze. Mas encaminhai-o em paz, para que venha ter comigo, visto que o espero com os irmãos.

12Acerca do irmão Apolo, muito lhe tenho recomendado que fosse ter convosco em companhia dos irmãos, mas de modo algum era a vontade dele ir agora; irá, porém, quando se lhe deparar boa oportunidade.

13¶ Sede vigilantes, permanecei firmes na fé, portai-vos varonilmente, fortalecei-vos.

14Todos os vossos atos sejam feitos com amor.

15E agora, irmãos, eu vos peço o seguinte (sabeis que a casa de Estéfanas são as primícias da Acaia e que se consagraram ao serviço dos santos):

16que também vos sujeiteis a esses tais, como também a todo aquele que é cooperador e obreiro.

17Alegro-me com a vinda de Estéfanas, e de Fortunato, e de Acaico; porque estes supriram o que da vossa parte faltava.

18Porque trouxeram refrigério ao meu espírito e ao vosso. Reconhecei, pois, a homens como estes.

19¶ As igrejas da Ásia vos saúdam. No Senhor, muito vos saúdam Áqüila e Priscila e, bem assim, a igreja que está na casa deles.

20Todos os irmãos vos saúdam. Saudai-vos uns aos outros com ósculo santo.

21A saudação, escrevo-a eu, Paulo, de próprio punho.

22Se alguém não ama o Senhor, seja anátema. Maranata!

23A graça do Senhor Jesus seja convosco.

24O meu amor seja com todos vós, em Cristo Jesus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima