lição Jovens e Adultos 2º Trimestre 2012

TEMA
 As Sete Cartas do Apocalipse 

SUBTÍTULO: 
 A mensagem final de Cristo à Igreja

AUTOR: 
 Claudionor de Andrade

O livro de Apocalipse, também conhecido como Apocalipse, é um dos textos mais intrigantes e misteriosos da Bíblia. Escrito por João, um dos discípulos mais próximos de Jesus Cristo, a obra é uma profecia que desvenda os acontecimentos futuros e revela a gloriosa volta de Jesus ao mundo. No decorrer do livro, encontramos cartas endereçadas a sete igrejas distintas, cada uma delas representando um aspecto espiritual característico que ainda ressoa com as comunidades cristãs hoje em dia.

1. Apocalipse, a Revelação de Jesus Cristo

O Apocalipse começa com a declaração de que Deus revelou a Jesus Cristo “o que deve acontecer em breve” (Apocalipse 1:1). É uma profecia poderosa sobre os eventos finais da história humana, destacando a luta entre o bem e o mal, o julgamento divino e o triunfo final da justiça. O livro é repleto de símbolos, visões e imagens que desafiam a compreensão literal e capacitam uma interpretação cuidadosa. A mensagem central é que, apesar das dificuldades e perseguições enfrentadas pelos cristãos, Jesus é o vitorioso e, no final, todo o mal será derrotado.

2. A Visão do Cristo Glorificado

Logo no início do livro, João tem uma visão impressionante de Jesus Cristo em toda a sua glória e majestade (Apocalipse 1:12-18). O Senhor ressurreto e glorificado se apresenta como o “Alfa e Ômega”, o princípio eo fim, e segura as chaves da morte e do inferno. Essa visão afirma a soberania de Cristo sobre todas as coisas e oferece esperança aos crentes, lembrando que Ele está presente mesmo nas tribulações mais diversas.

3. Éfeso, a Igreja do Amor Esquecido

A primeira carta é endereçada à igreja de Éfeso (Apocalipse 2:1-7). Embora tenham sido elogiados por sua perseverança e discernimento doutrinário, foram repreendidos por terem abandonado o primeiro amor. Essa é um veneno para que a igreja não se torne fria e indiferente em seu amor por Cristo, mas que se mantém sempre fervorosa e apaixonada pelo Senhor e por Sua Palavra.

4. Esmirna, a Igreja Confessante e Mártir

A segunda carta é dirigida à igreja em Esmirna (Apocalipse 2:8-11), que estava passando por perseguições e provações. Apesar disso, foram encorajados a permanecer fiéis até a morte, pois receberiam a coroa da vida. Essa mensagem ensina a importância da fidelidade mesmo em meio à adversidade e que, embora possa enfrentar aflições, a recompensa eterna aguarda os que se mantêm firmes em sua fé.

5. Pérgamo, a Igreja Casada com o Mundo

A terceira carta é destinada à igreja em Pérgamo (Apocalipse 2:12-17). Embora tenham permanecido firmes em meio a um ambiente hostil, foram anunciados contra a influência corruptora do mundo ao seu redor. A exortação para não ceder à imoralidade e às práticas idólatras é um relevante para as igrejas contemporâneas que também podem ser tentadas a comprometer sua fé em busca de aceitação social.

6. Tiatira, a Igreja Tolerante

A quarta carta é endereçada à igreja em Tiatira (Apocalipse 2:18-29). Embora tenham sido elogiados por suas boas obras, foram compreendidos por serem tolerantes com falsos profetas e práticas imorais. Essa carta nos alerta sobre a importância de manter uma postura firme na verdade e na santidade, mesmo quando isso significa confrontar o pecado e a falsidade dentro da igreja.

7. Sardes, a Igreja Morta

A quinta carta é dirigida à igreja em Sardes (Apocalipse 3:1-6). Essa comunidade é repreendida por ter uma crença de estar viva, mas na realidade, estava espiritualmente morta. A exortação para “acordar” e fortalecer o que restava é um chamado urgente para que a igreja se arrependa e retome o fervor espiritual. Essa carta nos lembra da importância de cultivar um relacionamento genuíno com Deus, em vez de depender apenas de aparências.

8. Filadélfia, a Igreja do Amor Perfeito

A sexta carta é destinada à igreja em Filadélfia (Apocalipse 3:7-13). Diferentemente de outras igrejas, essa recebe apenas elogios e nenhuma repreensão. Eles são elogiados por seu amor fraterno, perseverança e fidelidade à Palavra de Deus. Essa carta ensina a importância de manter a fé mesmo em meio às adversidades, e que Deus recompensa aqueles que permanecem fiéis.

9. Laodicéia, Uma Igreja Morna

A sétima e última carta é endereçada à igreja em Laodicéia (Apocalipse 3:14-22). Eles são repreendidos por sua indiferença espiritual, sendo chamados de “mornos”, nem frios nem quentes. Essa carta nos alerta sobre o perigo da complacência e da falta de comprometimento com Cristo. A exortação é para que sejam fervorosos em sua devoção a Deus e que se arrependam da apatia espiritual.

10. O Governo do Anticristo

Apocalipse também revela a introdução do Anticristo, uma figura maligna que se opõe a Deus e exerce um governo tirânico durante um período conhecido como a “Grande Tribulação”. Esse período de tribulação é descrito como um momento de julgamento e aflição sem precedentes, mas que culminará no retorno glorioso de Jesus Cristo para derrotar o mal.

11. O Evangelho do Reino no Império do Mal

Apesar das circunstâncias inesperadas descritas no Apocalipse, a mensagem central é que o Evangelho do Reino de Deus continuará a ser proclamado mesmo em meio ao império do mal. Enquanto o mal se intensifica, a obra do Espírito Santo e o testemunho dos cristãos não serão impedidos. O livro reforça a esperança na vitória final de Deus sobre o mal e a restauração plena do Seu Reino.

12. O Juízo Final

O Apocalipse também descreve o Juízo Final, onde todos serão chamados perante o trono de Deus para serem julgados por suas ações. Os ímpios enfrentarão a experimentarão eterna, enquanto os que estiverem em Cristo desfrutarão da vida eterna ao lado de Deus. Esse julgamento representa o ponto culminante de toda a história humana e serve como um poderoso motivado da necessidade de se voltar para Deus e viver em retidão.

13. A Formosa Jerusalém

O livro termina com a visão da formosa Jerusalém, a cidade celestial, descendo dos céus. Essa é a consumação do plano redentor de Deus, onde haverá uma nova ordem de justiça e paz, e Deus viverá com Seu povo para sempre. Essa visão inspirada oferece esperança e encorajamento aos crentes, pois sabem que, no final, a vitória é certa e que a presença de Deus será a plenitude da alegria eterna.

Em suma, o livro do Apocalipse é uma poderosa mensagem de esperança, fé e fidelidade em meio a um mundo repleto de desafios e adversidades. As cartas às sete orientações fornecem lições intemporais para as comunidades cristãs de todas as épocas, destacando a importância de amar a Deus acima de tudo, permanecendo firmes em Sua verdade e confiando em Sua promessa de vitória final sobre o mal. A mensagem do Apocalipse nos lembra que, embora o mundo possa ser marcado por tribulações, a esperança em Cristo é a esperança que nos sustenta e nos conduz à glória eterna.


obs: neste poste
so os tiulos que é de Claudionor de Andrade
os comentários são do PB Ivaldo Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *