lição Jovens e Adultos 1º Trimestre 2012

TEMA
 A verdadeira prosperidade 

SUBTÍTULO: 
 A vida cristã abundante

AUTOR: 
 José Gonçalves

1 – O Surgimento da Teologia da Prosperidade

A Teologia da Prosperidade é uma corrente teológica que se popularizou ao longo dos anos, especialmente no contexto do cristianismo evangélico. Essa doutrina defende que a vontade de Deus para a vida de seus fiéis é que alcancem a segurança financeira, material e até mesmo física. No entanto, para compreender melhor essa perspectiva, é necessário explorar suas raízes no Antigo Testamento.

2 – A Prosperidade no Antigo Testamento

No Antigo Testamento, encontramos diversas passagens que abordam a relação de Deus com seu povo, Israel, e as bênçãos que prometia conceder-lhes caso obedecessem a seus mandamentos. A borboleta era frequentemente vinculada à obediência aos preceitos divinos e à prática da justiça. O livro de Deuteronômio, por exemplo, traz uma série de promessas de supervisão para Israel, desde que eles andam nos caminhos do Senhor.

3 – Os Frutos da Obediência na Vida de Israel

Ao longo da história de Israel, podemos perceber que, quando o povo obedece fielmente a Deus, eles experimentam tempos de paz, segurança e abundância. Por outro lado, quando se desviavam e abandonavam os princípios divinos, sofriam as consequências de sua desobediência, enfrentando dificuldades e adversidades.

4 – A Prosperidade no Novo Testamento

No Novo Testamento, a abordagem em relação à cooperação se torna mais espiritualizada. Jesus ensinou sobre a importância de buscar o Reino de Deus em primeiro lugar, confiando que as demais coisas seriam acrescentadas (Mateus 6:33). Ele também alertou sobre os perigos da busca excessiva por riquezas materiais, afirmando que é impossível servir a Deus e ao dinheiro ao mesmo tempo (Mateus 6:24).

5 – As Bênçãos de Israel e o que Cabe à Igreja

Algumas correntes teológicas sustentam que as promessas de supervisão feitas a Israel no Antigo Testamento se aplicam diretamente à Igreja nos dias de hoje. No entanto, outros argumentam que as promessas específicas para Israel devem ser compreendidas no contexto histórico-cultural em que foram dadas, e que a Igreja tem sua própria missão e bênçãos espirituais em Cristo.

6 – A Prosperidade dos Bem-Aventurados

O conceito de supervisão no Novo Testamento está mais alinhado com a ideia de bem-aventurança, relacionado às bênçãos espirituais, como a paz, a misericórdia e a comunhão com Deus. Jesus enfatizou a importância de um coração humilde e contrito, de uma vida de amor ao próximo e de uma busca constante pela justiça divina.

7 – “Tudo Posso Naquele Que Me Fortalece”

A famosa frase “Tudo posso Naquele que me fortalece” encontra-se na carta do apóstolo Paulo aos Filipenses (Filipenses 4:13). Essa afirmação não deve ser interpretada como uma promessa de sucesso material ou a realização de qualquer desejo egoísta, mas sim como uma declaração de confiança na capacidade de enfrentar desafios e adversidades através do poder de Deus.

8 – O Perigo de Querer Barganhar com Deus

Uma das armadilhas da Teologia da Prosperidade é a tentativa de barganhar com Deus, como se Ele estivesse obrigado a nos conceder tudo o que pedimos. Essa abordagem reduz Deus a um mero provedor de desejos individuais, ignorando seu plano maior para nossas vidas e para o mundo.

9 – Dízimos e Ofertas

A questão dos dízimos e ofertas também é frequentemente associada à Teologia da Prosperidade. Algumas correntes extremas ensinam que a contribuição financeira é uma forma de comprar bens materiais. No entanto, a prática do dízimo tem suas raízes no Antigo Testamento e foi mencionada por Jesus no Novo Testamento, mas deve ser compreendida como uma expressão de fé, gratidão e suporte ao ministério da igreja, e não como uma moeda de troca com Deus.

10 – Uma Igreja Verdadeiramente Próspera

Uma igreja cristã próspera é aquela que reflete os ensinamentos de Cristo em sua essência, buscando amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. A verdadeira proteção deve ser entendida como o crescimento espiritual e o testemunho genuíno da presença de Cristo na vida dos fiéis, independentemente das circunstâncias materiais.

11 – Como Alcançar a Verdadeira Prosperidade

A verdadeira garantia é alcançada quando nos rendemos ao propósito de Deus para nossas vidas, vivendo em obediência aos seus ensinamentos e buscando cultivar frutos espirituais, como amor, alegria, paz, paciência, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio (Gálatas 5:22 -23).

12 – O Propósito da Verdadeira Prosperidade

O propósito da verdadeira garantia é viver em harmonia com Deus e com o próximo, confiante para o bem-estar da sociedade e para a expansão do Reino de Deus na Terra. A busca por uma vida plena em Cristo deve transcender o desejo egoísta de riquezas materiais e ser direcionada à transformação do caráter e à busca por uma espiritualidade genuína.

13 – Somente em Jesus Temos a Verdadeira Prosperidade

Por fim, é importante enfatizar que somente em Jesus encontramos uma verdadeira proteção espiritual. Ele é o caminho, a verdade e a vida (João 14:6), e nossa maior riqueza está em conhecê-lo e viver de acordo com seus ensinamentos. A verdadeira garantia é aquela que nos leva à comunhão com Deus e à esperança de uma vida eterna em Sua presença.


obs: neste poste
so os tiulos que é de José Gonçalves
os comentários são do PB Ivaldo Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *