lição Jovens e Adultos 4º Trimestre 2010

TEMA:
 O Poder e o Ministério da Oração 

SUBTÍTULO: 
 O relacionamento do cristão com Deus

AUTOR: 
 Eliezer de Lira e Silva

1: O que é oração

A oração é um dos elementos fundamentais da vida religiosa e espiritual de muitas tradições ao redor do mundo. Trata-se de um ato de comunicação e conexão entre um indivíduo e o divino, seja concebido como Deus, deuses ou uma força espiritual superior. Através da oração, as pessoas expressam seus pensamentos, emoções, gratidão, súplicas e busca por orientação espiritual. É um momento de reflexão, entrega e busca por uma conexão mais profunda com a espiritualidade.

2: A oração no Antigo Testamento

A oração tem uma presença significativa no Antigo Testamento das Escrituras Sagradas. Desde as orações de agradecimento e louvor dos Salmos até as súplicas por intervenção divina em momentos de adversidade, como encontradas em livros proféticos como Isaías e Jeremias, a oração desempenha um papel vital na vida dos personagens bíblicos. Através das orações, os indivíduos demonstram sua devoção a Deus e acreditam na intervenção divina em suas vidas e na história de seu povo.

3: A oração sábia

A sabedoria na oração está em se aproximar de Deus com humildade, reverência e sinceridade. A oração sábia busca não apenas o benefício pessoal, mas também a vontade de Deus para a vida da pessoa e dos outros. Ela implica em reconhecer a soberania de Deus e submeter-se à Sua vontade, mesmo que nem sempre corresponda aos desejos pessoais. A sabedoria na oração está em perceber que Deus conhece o que é melhor para nós e confiar que Ele sempre age para o nosso bem maior.

4: A oração no Novo Testamento

No Novo Testamento, a oração continua a desempenhar um papel central, com Jesus servindo de exemplo ao ensinar aos seus discípulos como orar. Através dos ensinamentos de Jesus, percebe-se a importância da oração como uma conversa íntima com Deus, como um Pai amoroso que se importa com seus filhos. Além disso, várias cartas do Novo Testamento, escritas por apóstolos como Paulo, encorajam os crentes a orar constantemente, em todas as circunstâncias.

5: Orando como Jesus ensinou

Quando os discípulos pediram a Jesus que os ensinasse a orar, Ele lhes deu o modelo conhecido como “Oração do Senhor” ou “Pai Nosso”. Nessa oração, Jesus ensina a direcionar as petições a Deus, buscando Seu Reino, Seu perdão e Seu auxílio para resistir às tentações. Ao orar como Jesus ensinou, os crentes se concentram em buscar a vontade de Deus acima de tudo e reconhecem a importância de perdoar os outros.

6: A importância da oração na vida do crente

A oração é um pilar fundamental na vida do crente, pois é através dela que o relacionamento com Deus é nutrido e fortalecido. A oração permite que os crentes expressem suas alegrias, tristezas, necessidades e agradecimentos a Deus. Além disso, a oração é um meio de obter orientação divina, buscar força em tempos difíceis, encontrar propósito e sentido na vida e experimentar a presença de Deus de maneira íntima.

7: A oração da Igreja e o trabalho do Espírito Santo

A oração coletiva da igreja tem um poder especial, conforme prometido por Jesus: “Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mateus 18:20). Quando os crentes se unem em oração, há uma comunhão espiritual que transcende as fronteiras físicas. Além disso, a Bíblia ensina que o Espírito Santo intercede em nosso favor quando não sabemos como orar, fortalecendo nossa comunicação com Deus e auxiliando-nos em nossas fraquezas (Romanos 8:26).

8: A oração sacerdotal de Jesus Cristo

Antes de sua crucificação, Jesus proferiu uma oração sacerdotal em João 17, na qual Ele intercedeu por Seus discípulos e por todos aqueles que viriam a crer nele. Nesta oração, Jesus revelou Seu profundo cuidado e amor pelos Seus seguidores e expressou Sua esperança de que eles fossem unidos em unidade e amor, assim como Ele é um com o Pai. A oração sacerdotal de Jesus mostra Sua preocupação com a proteção e o fortalecimento espiritual de Seus discípulos e é um exemplo de intercessão amorosa.

9: A oração e a vontade de Deus

Um dos aspectos cruciais da oração é buscarmos alinhar nossa vontade com a de Deus. Isso envolve estar disposto a aceitar a resposta de Deus, mesmo que seja diferente do que esperávamos. A oração não é uma forma de manipular Deus para obter o que queremos, mas sim um meio de submeter nossos desejos e necessidades à sabedoria e ao propósito do Criador.

10: O Ministério da Intercessão

O ministério da intercessão é um serviço dedicado à oração em favor de outras pessoas e necessidades ao redor do mundo. Os intercessores são indivíduos que dedicam tempo e esforço para orar em nome de outros, sejam eles amigos, familiares, líderes, nações ou questões globais. O ministério da intercessão é uma demonstração prática do amor cristão, onde os crentes se tornam instrumentos de bênçãos para a vida de outras pessoas.

11: A oração que conduz ao perdão

A oração é um meio pelo qual os crentes podem buscar perdão por seus pecados e erros, bem como liberar o perdão para aqueles que os ofenderam. Através da oração sincera de arrependimento, os crentes recebem a misericórdia e a graça de Deus. Da mesma forma, a oração ajuda os crentes a perdoar os outros, liberando-se do peso do ressentimento e permitindo que o amor

12: Quando o crente não ora

A oração é uma disciplina espiritual essencial na vida do crente, no entanto, há momentos em que alguns podem negligenciá-la ou deixá-la de lado por diversas razões. A falta de oração pode ser causada por distrações, falta de tempo, desânimo, negligência espiritual ou uma sensação de autonomia, na qual a pessoa acredita que pode resolver seus problemas por si mesma, sem a necessidade de buscar a Deus em oração.
A falta de oração pode levar a consequências negativas na vida do crente. Sem comunicação regular com Deus, a pessoa pode sentir-se desconectada da espiritualidade e mais suscetível às lutas e tentações. A oração também é um meio pelo qual o crente recebe orientação e sabedoria divina para enfrentar os desafios da vida. Sem esse alinhamento com a vontade de Deus, decisões podem ser tomadas com base em perspectivas limitadas.
É importante lembrar que a oração não é apenas uma lista de pedidos e desejos a serem feitos a Deus, mas também um ato de adoração, gratidão e reconhecimento da soberania divina. Portanto, negligenciar a oração pode afetar o crescimento espiritual e aprofundar o relacionamento com Deus.

13: Se o meu povo orar

“Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra.” (2 Crônicas 7:14)
Essas palavras proferidas por Deus ao Rei Salomão após a dedicação do Templo em Jerusalém destacam a importância da oração coletiva e do arrependimento diante do Criador. A promessa de Deus é clara: se o Seu povo se voltar para Ele em oração sincera, buscando-O com humildade e se arrependendo de seus pecados, Ele responderá.
A mensagem contida nesse versículo transcende o contexto histórico e continua relevante nos dias atuais. A oração da comunidade de crentes tem poder e impacto. Quando a igreja se une em oração, há um fortalecimento espiritual coletivo, e Deus promete ouvir, perdoar e curar.
A oração do povo de Deus não deve se limitar apenas a questões pessoais, mas também deve incluir intercessões por sua nação, líderes, comunidades e questões globais. A oração é uma arma poderosa contra as forças do mal e a desunião. Ela transcende as barreiras e une o povo de Deus em um propósito comum.
Portanto, a exortação bíblica para “Se o meu povo orar” é uma chamada para que os crentes reconheçam a importância da oração individual e coletiva em suas vidas. Quando a igreja se dedica à oração constante, buscando a face de Deus e se arrependendo de seus caminhos errados, ela experimenta a resposta graciosa de Deus, o perdão de pecados e a cura espiritual para sua terra. A oração é uma expressão de dependência de Deus e uma demonstração do desejo do povo de Deus em viver segundo a Sua vontade.


obs: neste poste
so os tiulos que é de Eliezer de Lira e Silva
os comentários são do PB Ivaldo Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *