lição Jovens e Adultos 2º Trimestre 2009

TEMA
 1° Coríntios 

SUBTÍTULO:
 Os problemas da Igreja e suas soluções

AUTOR: 
 Antonio Gilberto

Introdução

A cidade de Corinto, localizada na Grécia antiga, foi palco de uma igreja fervorosa, mas não espiritual. A comunidade cristã coríntia enfrentou diversos desafios e questões delicadas, as quais ainda ecoam através dos séculos, fornecendo lições e reflexões para os cristãos de hoje. Neste artigo, examinaremos temas cruciais que permearam a vida dos crentes em Corinto e como essas questões ainda são relevantes para os cristãos modernos.


1 – Corinto, uma igreja fervorosa, mas não espiritual

A igreja de Corinto era caracterizada por sua fervorosa adoração e entusiasmo, mas, infelizmente, essa paixão nem sempre se traduzia em uma vida espiritual sólida. A carta do apóstolo Paulo aos coríntios aborda as divisões e rivalidades internas, revelando a falta de maturidade espiritual na comunidade. Isso nos lembra da importância de cultivar um relacionamento genuíno com Deus e de permitir que Seu Espírito nos transforme verdadeiramente.


2 – A superioridade da mensagem da cruz

Paulo enfatizou a centralidade da cruz de Cristo em sua mensagem para os coríntios. Em meio a filosofias e sabedoria humana, a cruz era considerada tolice, mas Paulo defendia que nela residia o poder da salvação. Hoje, somos desafiados a não nos envergonharmos do evangelho e a proclamar a mensagem transformadora da cruz, apesar da oposição e descrença do mundo.


3 – Partidarismo na Igreja

A igreja de Corinto estava dividida por facções, cada uma seguindo líderes específicos. Essa busca por identidade em líderes humanos ainda é um desafio na igreja moderna. Devemos lembrar que nossa identidade é encontrada em Cristo e que a unidade do corpo de Cristo é essencial para refletirmos o amor de Deus ao mundo.


4 – Despenseiros dos mistérios de Deus

Paulo chama os líderes da igreja de Corinto de “despenseiros dos mistérios de Deus”. Essa designação ressalta a importância da responsabilidade dos líderes em ensinar a verdade das Escrituras e viver de acordo com ela. Os líderes cristãos de hoje também têm a mesma responsabilidade de serem fiéis administradores dos ensinamentos de Deus.


5 – A imoralidade em Corinto

A cidade de Corinto era conhecida por sua imoralidade, e muitos membros da igreja foram influenciados por esse ambiente. Paulo teve que confrontar questões de imoralidade dentro da congregação. Hoje, também vivemos em uma sociedade imoral e devemos resistir a essas influências, buscando a santidade e a pureza de coração.


6 – Demandas judiciais entre os irmãos

Os coríntios estavam envolvidos em litígios uns contra os outros, levando suas disputas para tribunais seculares. Paulo os exortou a resolverem suas diferenças internamente e a não julgarem os irmãos diante do mundo. Isso nos lembra da importância da reconciliação e do perdão dentro da comunidade cristã.


7 – Considerações acerca do casamento

Paulo abordou questões matrimoniais em suas cartas aos coríntios, enfatizando a importância do casamento e da vida conjugal. Hoje, o casamento também é alvo de desafios, e é crucial buscarmos orientação nas Escrituras para fortalecer nossos relacionamentos familiares.


8 – Coisas sacrificadas aos ídolos

Corinto era um centro de culto a ídolos, e os cristãos tinham dúvidas sobre comer alimentos oferecidos a essas divindades. Paulo os incentivou a agirem com amor e sensibilidade, considerando as consciências dos irmãos mais fracos na fé. Em nossa cultura pluralista, somos chamados a agir com sabedoria em questões de consciência e a respeitar as convicções dos outros.


9 – A importância da Santa Ceia

A celebração da Santa Ceia foi mal compreendida em Corinto, levando a abusos e desrespeito. Paulo recordou-lhes a importância de discernir o significado do pão e do vinho, simbolizando o corpo e o sangue de Cristo. A Santa Ceia continua sendo um ato essencial de comunhão e lembrança para os cristãos de hoje.


10 – Os dons espirituais

Paulo enfatizou a diversidade de dons espirituais concedidos pelo Espírito Santo à igreja de Corinto. Cada membro tinha um papel importante no corpo de Cristo, e os dons deveriam ser usados para edificação mútua. Hoje, devemos valorizar a diversidade de dons em nossa comunidade e usá-los para o bem comum.


11 – A ressurreição de Cristo

A doutrina da ressurreição era uma pedra fundamental da fé cristã em Corinto. Paulo reafirmou a realidade da ressurreição de Cristo e a esperança da vida eterna para os crentes. A ressurreição continua sendo a esperança central dos cristãos, inspirando-nos a viver em fé e preparação para a vida eterna.


12 – Ajuda aos necessitados

A igreja de Corinto tinha uma oportunidade de demonstrar amor através da ajuda aos necessitados. Paulo organizou uma coleta para os cristãos pobres em Jerusalém, mostrando a importância da generosidade e compaixão. Hoje, também somos chamados a cuidar dos necessitados e sermos instrumentos de Deus para suprir suas carências.


13 – Amor, a virtude suprema

Paulo dedicou todo o capítulo 13 de sua carta aos coríntios ao tema do amor. Ele enfatizou que, sem amor, todas as outras virtudes perdem seu significado. O amor ágape é a essência da vida cristã e deve ser a marca distintiva da igreja. Hoje, continuamos sendo lembrados da importância do amor incondicional, paciente e altruísta em nossas vidas como cristãos.


obs: neste poste
so os tiulos que é de Antonio Gilberto
os comentários são do PB Ivaldo Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *