lição Jovens e Adultos 3º Trimestre 2006

TEMA
 As Doutrinas Bíblicas Pentecostais

AUTOR: 
Antonio Gilberto

Introdução

O Espírito Santo é uma das três pessoas da Trindade, juntamente com Deus Pai e Deus Filho. Ele é uma força vital para a Igreja Cristã, trazendo poder, sabedoria e transformação. Neste artigo, exploraremos diversos aspectos da presença do Espírito Santo na vida do cristão e na Igreja, desde o derramamento prometido até a vinda de Jesus.


1 – O Derramamento do Espírito Santo Prometido

No livro de Joel no Antigo Testamento, encontramos uma promessa de Deus de que derramaria o Seu Espírito sobre toda a carne. Essa promessa foi cumprida no dia de Pentecostes, quando o Espírito Santo desceu sobre os discípulos de Jesus em forma de línguas de fogo. Esse derramamento capacitou-os a cumprir a Grande Comissão, espalhando o Evangelho por todo o mundo.


2 – O Avivamento Contínuo da Igreja

Desde o Pentecostes, a Igreja experimentou momentos de avivamento, períodos de intensa renovação espiritual. O avivamento é essencial para manter a Igreja saudável e centrada em sua missão. A oração fervorosa, o estudo das Escrituras e uma busca contínua pela presença do Espírito Santo são fundamentais para sustentar esse avivamento.


3 – A Divindade do Espírito Santo

O Espírito Santo é mais do que uma força ou influência; Ele é Deus, assim como o Pai e o Filho. Sua divindade é claramente revelada nas Escrituras. Ele tem mente, vontade e emoções, além de executar a obra da criação, regeneração e santificação. Reconhecer a divindade do Espírito Santo é essencial para entender Sua atuação na vida do crente.


4 – O Batismo com o Espírito Santo

O batismo com o Espírito Santo é uma experiência subsequente à conversão, na qual o crente é imerso na plenitude do Espírito. Esse batismo capacita o cristão a viver uma vida de poder e testemunho efetivo. Não se trata de uma mera emoção momentânea, mas de uma habilitação contínua para viver a vida cristã.


5 – Os Dons do Espírito Santo

Os dons espirituais são habilidades especiais concedidas pelo Espírito Santo a cada crente para edificação da Igreja e expansão do Reino de Deus. Eles incluem dons como profecia, cura, línguas, interpretação de línguas, ensino, misericórdia, entre outros. O exercício desses dons é vital para o crescimento e fortalecimento da Igreja.


6 – O Cristão e Sua Santificação

A santificação é o processo contínuo de transformação do crente à imagem de Cristo. O Espírito Santo desempenha um papel fundamental nesse processo, capacitando o cristão a vencer o pecado e crescer espiritualmente. A cooperação do crente com o Espírito é essencial para alcançar uma vida de santidade.


7 – As Ministrações do Espírito Santo ao Crente

O Espírito Santo ministra de várias maneiras na vida do crente. Ele consola, guia, ensina, convence do pecado, traz à memória as palavras de Jesus, fortalece, capacita para o serviço e traz alegria e paz. É vital que o crente esteja sensível à Sua voz e coopere com Sua atuação.


8 – A Renovação Espiritual do Crente

A renovação espiritual é uma necessidade constante na vida do crente. À medida que enfrentamos desafios, lutas e até momentos de aridez espiritual, precisamos buscar a renovação do Espírito Santo em nossas vidas. A oração, o louvor, a meditação nas Escrituras e a comunhão com outros crentes são meios pelos quais o Espírito renova nosso vigor espiritual.


9 – Os Pecados contra o Espírito Santo

Jesus advertiu sobre o pecado imperdoável contra o Espírito Santo, que é atribuir a Satanás as obras realizadas pelo Espírito. Esse pecado é o resultado de um coração endurecido e resistente à voz e à obra do Espírito. É importante estar sensível e receptivo ao Espírito para evitar esse grave erro.


10 – O Espírito Santo e a Obra Missionária

A obra missionária é fundamental para a propagação do Evangelho em todo o mundo. O Espírito Santo capacita e direciona os missionários, dando-lhes coragem, sabedoria e poder para testemunhar sobre Cristo em lugares difíceis e desafiadores. A Igreja deve depender do Espírito para cumprir a missão de fazer discípulos de todas as nações.


11 – Decência e Ordem no Culto ao Senhor

No culto ao Senhor, o Espírito Santo é uma presença bem-vinda. No entanto, é importante lembrar que Ele opera com decência e ordem. As manifestações espirituais devem estar em harmonia com as Escrituras e promover a edificação e a unidade da congregação.


12 – Conservando o Verdadeiro Pentecostes

À medida que avançamos no tempo, é essencial que a Igreja conserve a verdadeira essência do Pentecostes. Não se trata apenas de um evento histórico, mas de uma realidade espiritual que deve ser vivida continuamente. Manter essa chama viva requer um relacionamento pessoal e ativo com o Espírito Santo.


13 – O Espírito Santo e a Vinda de Jesus

Por fim, o Espírito Santo desempenha um papel vital na preparação da Igreja para a segunda vinda de Jesus. Ele nos capacita a ser vigilantes, a viver em santidade e a proclamar a mensagem do Evangelho até que Cristo retorne. O Espírito é a garantia da nossa redenção e a esperança do nosso encontro com o Senhor.

Conclusão

O derramamento do Espírito Santo foi uma promessa cumprida que trouxe poder, avivamento e transformação à Igreja. Sua atuação continua a ser essencial para a vida do cristão e para a expansão do Reino de Deus.


obs: neste poste
so os tiulos que é de Antonio Gilberto
os comentários são do PB Ivaldo Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *