lição Jovens e Adultos 4º Trimestre 2005

TEMA
 E agora, como viveremos? 

SUBTÍTULO: 
 A resposta cristã para tempos de crise e calamidade moral

AUTOR: 
 Geremias do Couto

Introdução
O mundo contemporâneo é marcado por uma série de desafios e mudanças culturais que têm impactado significativamente a Igreja em sua missão de pregar o Evangelho e promover valores éticos e espirituais. Neste artigo, vamos abordar alguns dos principais temas que desafiam a Igreja nos últimos dias, buscando compreender como ela pode enfrentar tais questões de maneira relevante e bíblica.


1 – A Igreja ante os desafios dos últimos dias

Os últimos dias têm sido caracterizados por uma intensificação das crises espirituais, morais e sociais. A Igreja precisa reconhecer a urgência de seu papel na sociedade e ser proativa na busca por soluções, sem se deixar contaminar pelas influências negativas ao seu redor.


2 – O mundo sem Deus vai de mal a pior

A crescente secularização tem conduzido o mundo a afastar-se dos princípios divinos, levando-o a uma decadência moral e espiritual. A Igreja deve ser uma luz nesse cenário sombrio, transmitindo os valores bíblicos e o amor de Deus.


3 – A atuação maligna no movimento pós-moderno

O movimento pós-moderno tem rejeitado conceitos absolutos de verdade e moralidade, abrindo espaço para ideologias e comportamentos que confrontam os ensinamentos bíblicos. A Igreja precisa discernir os desafios e influências malignas presentes nesse contexto.


4 – A divinização do homem ante a soberania de Deus
A cultura atual tende a exaltar a autonomia e o poder do homem, relegando a Deus a um segundo plano. A Igreja deve reafirmar a soberania divina, lembrando às pessoas que a dependência de Deus é essencial para uma vida equilibrada e significativa.


5 – O relativismo moral predominante no mundo

O relativismo moral tem enfraquecido os fundamentos éticos da sociedade, tornando a verdade uma questão subjetiva. A Igreja precisa sustentar a verdade absoluta da Palavra de Deus e oferecer respostas sólidas diante dos dilemas morais enfrentados pela humanidade.


6 – A teologia liberal

A teologia liberal tem reinterpretado conceitos e doutrinas cristãs à luz das ideias contemporâneas, enfraquecendo a mensagem da cruz e comprometendo a essência do Evangelho. A Igreja deve resgatar a pureza da mensagem cristã e reafirmar seus princípios fundamentais.


7 – A corrupção da doutrina da regeneração

Algumas correntes têm distorcido o significado da regeneração espiritual, promovendo uma ideia superficial de conversão. A Igreja deve ensinar sobre o novo nascimento genuíno e incentivar uma vida de transformação pessoal e espiritual.


8 – O aborto e a eutanásia

A Igreja tem um papel fundamental em defender a sacralidade da vida, desde a concepção até o fim natural. Diante do crescente apoio ao aborto e à eutanásia, a Igreja deve proclamar a importância do respeito à vida e oferecer apoio aos vulneráveis.


9 – A permissividade pessoal e social

A cultura contemporânea tem promovido uma mentalidade de permissividade em relação ao pecado e às práticas imorais. A Igreja deve ser uma voz firme em favor da santidade e da busca pela retidão.


10 – O materialismo e o ateísmo

O materialismo e o ateísmo têm influenciado a visão de mundo de muitas pessoas, afastando-as da espiritualidade e da fé em Deus. A Igreja precisa apresentar argumentos sólidos para a existência de Deus e mostrar como a vida com Ele tem significado e propósito.


11 – A secularização da igreja

Infelizmente, a secularização também tem atingido algumas igrejas, levando-as a abandonar princípios bíblicos em busca de relevância cultural. A Igreja deve permanecer fiel à Palavra de Deus, rejeitando a mundanidade e buscando uma espiritualidade autêntica.


12 – O que a Bíblia diz sobre os fatos sociais dos últimos dias

A Bíblia contém diversas profecias sobre os eventos dos últimos dias, incluindo sinais que antecederão a volta de Cristo. A Igreja precisa estudar e compreender essas profecias para se preparar adequadamente e para compartilhar a mensagem com o mundo.


13 – Como escapar dos males ideológicos dos últimos dias

Para escapar dos males ideológicos dos últimos dias, é necessário um relacionamento íntimo com Deus, um estudo constante das Escrituras e uma vida pautada nos princípios bíblicos. A oração, a comunhão com outros cristãos e o compromisso com a verdade são fundamentais para resistir às influências negativas e permanecer firme na fé.

Conclusão

A Igreja enfrenta, nos últimos dias, uma série de desafios que afetam sua missão de proclamar o Evangelho e viver uma vida de santidade. No entanto, com base nas Escrituras e no poder do Espírito Santo, ela pode enfrentar esses desafios de maneira corajosa e transformadora. Que a Igreja se levante como uma luz em meio à escuridão, impactando o mundo com o amor e a verdade de Deus.


obs: neste poste
so os tiulos que é de Geremias do Couto
os comentários são do PB Ivaldo Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *