lição Jovens e Adultos 3º Trimestre 2004

TEMA:
 Colossenses 

SUBTÍTULO: 
 A perseverança da Igreja na Palavra nestes dias difíceis e trabalhosos

AUTOR: 
 Elinaldo Renovato de Lima

1 – Uma igreja ameaçada pelas heresias

A igreja cristã, desde os seus primórdios, tem sido alvo de desafios e ameaças que surgem tanto de fora como de dentro de suas fileiras. As heresias, em particular, têm sido um problema constante que a Igreja precisa enfrentar. Um exemplo notável é a igreja de Colossos, que também enfrentou questões doutrinárias e enfrentou a ameaça de heresias infiltrando-se em suas crenças e práticas.


2 – O Perfil dos Cristãos Colossenses

A Epístola aos Colossenses oferece insights valiosos sobre o perfil dos cristãos dessa comunidade. Eles eram conhecidos por sua fé em Cristo Jesus e amor por todos os santos (Colossenses 1:4). A igreja em Colossos foi fundada por Epafras, um fiel servo de Cristo, que levou o Evangelho aos colossenses (Colossenses 1:7).


3 – A Preeminência da Pessoa de Cristo
Diante das heresias emergentes, o apóstolo Paulo enfatizou a preeminência da pessoa de Cristo. Ele declarou que Cristo é o primogênito de toda a criação, o criador de todas as coisas visíveis e invisíveis (Colossenses 1:15-16). Cristo é a cabeça do corpo, que é a igreja, e em tudo deve ter a supremacia (Colossenses 1:18).


4 – O Mistério do Evangelho

Paulo também abordou o mistério do Evangelho que foi revelado aos santos. Esse mistério é “Cristo em vós, a esperança da glória” (Colossenses 1:27). O Evangelho transcende as fronteiras culturais e étnicas, oferecendo a salvação através da fé em Cristo.


5 – O Progresso Espiritual do Crente

A epístola incentiva os crentes a crescerem espiritualmente em Cristo e a se apegarem firmemente à fé que receberam (Colossenses 2:6-7). O progresso espiritual é alcançado ao permanecer enraizado e edificado em Cristo, rejeitando as filosofias vazias e enganosas que ameaçam alicerçar-se no coração dos cristãos.


6 – O Cuidado com as Falsas Doutrinas

Paulo alerta os colossenses a não serem enganados por falsas doutrinas e tradições humanas que negam a suficiência de Cristo (Colossenses 2:8). Ele encoraja-os a manterem-se firmes em sua fé em Cristo, lembrando-os de que em Jesus habita toda a plenitude da divindade.


7 – As Heresias e o Culto aos Anjos

Entre as heresias que ameaçavam a igreja de Colossos estava o culto aos anjos. Algumas doutrinas ensinavam que os anjos deveriam ser adorados como intermediários entre Deus e os homens (Colossenses 2:18). No entanto, Paulo rejeita veementemente essa ideia, reafirmando a centralidade de Cristo como único mediador entre Deus e a humanidade (Colossenses 2:9-10).


8 – Evidências da Nossa União com Cristo

A epístola destaca que, através da fé em Cristo, os crentes foram sepultados com Ele no batismo e ressuscitaram para uma nova vida (Colossenses 2:12). Essa união com Cristo proporciona libertação do poder do pecado e capacita os crentes a viverem em novidade de vida.


9 – Revestidos das Virtudes Cristãs

Como resultado da união com Cristo, os colossenses são exortados a revestirem-se de virtudes cristãs, como a misericórdia, a benignidade, a humildade, a mansidão e a paciência (Colossenses 3:12). Essas virtudes moldam o caráter dos crentes e promovem a unidade e o amor dentro da igreja.


10 – O Relacionamento do Cristão

A carta também aborda os relacionamentos entre maridos e esposas, pais e filhos, bem como mestres e servos (Colossenses 3:18-4:1). Paulo enfatiza a importância de relacionamentos saudáveis, baseados no amor e no respeito mútuo, refletindo o caráter de Cristo em todas as esferas da vida.


11 – A Oração e o Testemunho do Crente

A oração é uma prática vital para o crente e deve ser perseverante e agradecida (Colossenses 4:2). Além disso, os cristãos são exortados a conduzirem-se com sabedoria para com os que estão fora, aproveitando cada oportunidade para testemunhar do Evangelho (Colossenses 4:5).


12 – Amados e Fiéis Amigos

A carta conclui com saudações afetuosas e agradecimentos aos colaboradores de Paulo e aos irmãos de Colossos. Ele menciona Tíquico, Onésimo, Aristarco, Marcos, Jesus chamado Justo e Epafra, destacando a lealdade e o serviço desses fiéis amigos (Colossenses 4:7-14).


13 – Instruções e Bênçãos nas Saudações

Paulo encerra a carta com instruções pessoais e bênçãos para os crentes em Colossos. Ele insta-os a lerem a carta em outras igrejas e a saudarem com seu próprio punho, reforçando a importância da comunicação entre as congregações cristãs (Colossenses 4:15-18).

Conclusão
A Epístola aos Colossenses oferece uma rica compreensão dos desafios enfrentados pela igreja primitiva e das respostas dadas por Paulo. A preeminência de Cristo, a importância de permanecer firme na fé, o cuidado com as heresias e a busca contínua pelo progresso espiritual são temas atemporais que ainda ressoam nos corações dos cristãos hoje. Que possamos aprender com essas lições e enfrentar os desafios atuais com fé e coragem, sempre mantendo Cristo como centro de nossas vidas e de nossas comunidades de fé.


obs: neste poste
so os tiulos que é de Elinaldo Renovato de Lima
os comentários são do PB Ivaldo Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *