lição Jovens e Adultos 1º Trimestre 1996


TEMA:
 Discipulado e Integração 


SUBTÍTULO:
O segredo para o crescimento da Igreja


AUTOR: 
 Geremias do Couto

Neste trimestre, vamos explorar as prioridades da igreja, integrar o novo crente à igreja, conduzir o novo crente ao discipulado, motivações do novo crente, mordomia cristã, oração, jejum, vida de santificação, sofrimento, morte e vida eterna.

1 – A Igreja e suas prioridades

A Igreja tem como prioridade o evangelho de Jesus Cristo e o discipulado de seus membros. A igreja deve ser um lugar de acolhimento, amor e serviço ao próximo. É importante que os membros da igreja sejam discípulos de Cristo, testemunhas do evangelho e servos de Deus.

2 – Integrando o novo crente à Igreja

Integrar o novo crente à igreja é um processo importante para que ele possa crescer na fé. A igreja deve oferecer oportunidades de serviço, estudo bíblico e aconselhamento para que o novo crente possa se desenvolver espiritualmente. É importante que o novo crente seja acolhido e encorajado a participar da vida da igreja.

3 – Conduzindo o novo crente ao discipulado

O discipulado é um processo de crescimento espiritual que leva o novo crente a se tornar um seguidor de Cristo. O discipulado envolve o estudo da Bíblia, oração, serviço ao próximo e viver de acordo com os ensinamentos de Jesus. É importante que o novo crente seja orientado ao discipulado e encorajado a crescer na fé.

4 – O novo crente e a maturidade espiritual

A maturidade espiritual é um processo de crescimento que leva o novo crente a se tornar um seguidor de Cristo. É importante que o novo crente seja orientado ao discipulado e encorajado a crescer na fé. A maturidade espiritual envolve o estudo da Bíblia, oração, serviço ao próximo e viver de acordo com os ensinamentos de Jesus.

5 – O novo crente e suas motivações

As motivações do novo crente são importantes para que ele possa crescer na fé. É importante que o novo crente seja motivado a servir a Deus e ao próximo, a estudar a Bíblia, a orar e a viver de acordo com os ensinamentos de Jesus. É importante que o novo crente seja encorajado a buscar a maturidade espiritual.

6 – O novo crente e a Sociedade

O novo crente deve ser um testemunho vivo do evangelho de Jesus Cristo para a sociedade. É importante que o novo crente seja encorajado a servir ao próximo, a amar a Deus e ao próximo, a estudar a Bíblia e a viver de acordo com os ensinamentos de Jesus. O novo crente deve ser um exemplo de amor, serviço e fidelidade a Deus.

7 – O novo crente e a mordomia cristã

A mordomia cristã é um princípio bíblico que ensina que tudo o que possuímos é de Deus e devemos usar nossos bens para servir a Deus e ao próximo. É importante que o novo crente seja encorajado a usar seus bens para servir a Deus e ao próximo, e a viver de acordo com os princípios da mordomia cristã.

8 – O novo crente e a oração

A oração é um meio de comunicação com Deus. É importante que o novo crente seja encorajado a orar diariamente e a buscar a direção de Deus em sua vida. A oração é um meio de adoração, de intercessão e de busca de direção para a vida do novo crente.

9 – O novo crente e o jejum

O jejum é um princípio bíblico que ensina que devemos nos abster de alimentos por um certo período de tempo para nos aproximarmos de Deus. É importante que o novo crente seja encorajado a jejuar para buscar a direção de Deus e para se aproximar Dele. O jejum é um meio de adoração, de intercessão e de busca de direção para a vida do novo crente.

10 – O novo crente e a vida de santificação

A vida de santificação é um princípio bíblico que ensina que devemos viver de acordo com os padrões de Deus. É importante que o novo crente seja encorajado a viver de acordo com os ensinamentos de Jesus e a buscar a direção de Deus em sua vida. A vida de santificação é um meio de adoração, de intercessão e de busca de direção para a vida do novo crente.

11 – O novo crente e o sofrimento

O sofrimento é um princípio bíblico que ensina que devemos aceitar os sofrimentos que Deus nos envia como parte de Sua vontade. É importante que o novo crente seja encorajado a aceitar os sofrimentos como parte da vontade de Deus e a buscar a direção de Deus em sua vida. O sofrimento é um meio de adoração, de intercessão e de busca de direção para a vida do novo crente.

12 – O novo crente e a morte

A morte é um princípio bíblico que ensina que devemos aceitar a morte como parte da vontade de Deus. É importante que o novo crente seja encorajado a aceitar a morte como parte da vontade de Deus e a buscar a direção de Deus em sua vida. A morte é um meio de adoração, de intercessão e de busca de direção para a vida do novo crente.

13 – O novo crente e a vida eterna

A vida eterna é um princípio bíblico que ensina que devemos buscar a direção de Deus em nossa vida para alcançar a vida eterna. É importante que o novo crente seja encorajado a buscar a direção de Deus em sua vida e a viver de acordo com os ensinamentos de Jesus. A vida eterna é um meio de adoração, de intercessão e de busca de direção para a vida do novo crente.

obs: neste poste
so os tiulos que é de Geremias do Couto
os comentários são do PB Ivaldo Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *