lição Jovens e Adultos 4º Trimestre 1995


TEMA:
 Gênesis 


SUBTÍTULO: 
 O princípio de todas as coisas


AUTOR: 
 Elienai Cabral

A lição Jovens e Adultos 4º Trimestre 1995 aborda a doutrina da criação, a criação do mundo, a criação do homem, a tentação e queda do homem, duas linhagens históricas de Adão, corrupção e juízo, recomeço, confusão e dispersão, Abraão, história e modelo de fé, erros e acertos na vida de Abraão, o valor e o poder da oração intercessória, Sodoma e Gomorra, protótipos do mundo atual, Ismael e Isaque, conflito de irmãos, Jacó, um caráter transformado e José, um homem designado por Deus. Esta lição é uma ótima oportunidade para aprendermos sobre a história e a doutrina da criação.

1 – Doutrina da Criação

A doutrina da criação é o ensinamento bíblico de que Deus criou o universo e tudo o que nele existe. É a história de como Deus criou o mundo, o homem e todas as coisas. A doutrina da criação é uma das principais doutrinas da Bíblia e é ensinada em todas as Escrituras. A doutrina da criação é importante porque nos ensina que Deus é o Criador de tudo o que existe e que Ele é soberano sobre todas as coisas.

2 – Criação do Mundo

De acordo com a Bíblia, Deus criou o mundo em seis dias. No primeiro dia, Deus criou a luz e separou a luz da escuridão. No segundo dia, Deus criou o firmamento e separou as águas. No terceiro dia, Deus criou a terra e todas as plantas. No quarto dia, Deus criou o sol, a lua e as estrelas. No quinto dia, Deus criou os animais marinhos e os animais terrestres. No sexto dia, Deus criou o homem e a mulher. No sétimo dia, Deus descansou.

3 – Criação do Homem

De acordo com a Bíblia, Deus criou o homem à Sua própria imagem. Deus deu ao homem a capacidade de pensar, sentir e agir. Deus deu ao homem a capacidade de se comunicar com Deus e com outras pessoas. Deus também deu ao homem a capacidade de tomar decisões e de escolher entre o bem e o mal. Deus deu ao homem a responsabilidade de cuidar da terra e de todas as coisas que Ele criou.

4 – Tentação e Queda do Homem

De acordo com a Bíblia, o homem foi tentado pelo diabo e caiu em pecado. O pecado trouxe consequências para o homem, como a morte e a separação de Deus. O pecado também trouxe consequências para o mundo, como a corrupção e a maldade. Apesar do pecado, Deus amou o homem e enviou Seu Filho para salvar o homem do pecado.

5 – Duas Linhagens Históricas de Adão

De acordo com a Bíblia, a história da criação foi preservada por meio de duas linhagens históricas de Adão. A primeira linhagem foi preservada por meio de Caim e Abel, os filhos de Adão. A segunda linhagem foi preservada por meio de Sete, o filho de Adão. Estas duas linhagens históricas de Adão foram usadas por Deus para preservar a história da criação e para mostrar o Seu amor e a Sua graça para com o homem.

6 – Corrupção e Juízo

De acordo com a Bíblia, a corrupção e a maldade aumentaram no mundo, e Deus enviou um juízo sobre o mundo. Deus destruiu o mundo por meio de uma grande inundação, mas Ele salvou Noé e sua família. Deus também prometeu que nunca mais destruiria o mundo por meio de uma inundação.

7 – Recomeço, Confusão e Dispersão

De acordo com a Bíblia, após a inundação, Deus começou um novo plano para o homem. Deus escolheu Abraão para ser o pai de uma grande nação. Deus prometeu a Abraão que Ele faria de sua descendência uma grande nação. Deus também prometeu a Abraão que Ele faria de sua descendência uma bênção para todas as nações. No entanto, a nação de Abraão foi confundida e dispersa por causa da idolatria e da maldade.

8 – Abraão, História e Modelo de Fé

De acordo com a Bíblia, Abraão foi um homem de fé. Ele acreditou em Deus e obedeceu à Sua vontade. Abraão foi um modelo de fé para todos aqueles que o seguiram. Abraão foi usado por Deus para preservar a história da criação e para mostrar o Seu amor e a Sua graça para com o homem.

9 – Erros e Acertos na Vida de Abraão

De acordo com a Bíblia, Abraão cometeu erros em sua vida, mas Deus o perdoou. Abraão também fez muitas coisas certas em sua vida. Deus usou Abraão para mostrar o Seu amor e a Sua graça para com o homem. Abraão foi usado por Deus para preservar a história da criação e para mostrar o Seu amor e a Sua graça para com o homem.

10 – O Valor e o Poder da Oração Intercessória

De acordo com a Bíblia, a oração intercessória é uma forma de adoração a Deus. A oração intercessória é uma forma de buscar a Deus e de pedir a Ele que interceda em nossas vidas. A oração intercessória é uma forma de nos aproximarmos de Deus e de nos aproximarmos uns dos outros. A oração intercessória é uma forma de nos lembrarmos de que Deus é o Criador de tudo o que existe e que Ele é soberano sobre todas as coisas.

11 – Sodoma e Gomorra, Protótipos do Mundo Atual

De acordo com a Bíblia, Sodoma e Gomorra são protótipos do mundo atual. Sodoma e Gomorra eram cidades cheias de corrupção e maldade. Deus enviou juízo sobre Sodoma e Gomorra por causa da sua maldade. Deus usou Sodoma e Gomorra para nos mostrar o Seu amor e a Sua graça para com o

12 – Ismael e Isaque, conflito de irmãos

A história de Ismael e Isaque começa com a promessa de Deus a Abraão de que ele teria um filho, mesmo que ele e sua esposa Sara estivessem muito velhos. Quando Sara não conseguiu engravidar, ela sugeriu que Abraão se casasse com sua serva, Hagar, para que ela pudesse dar à luz um filho para Abraão. Ismael nasceu desta união e foi aceito como filho de Abraão. No entanto, quando Sara finalmente engravidou e deu à luz a Isaque, ela exigiu que Abraão expulsasse Hagar e Ismael. Isso criou um conflito entre os irmãos, que se estendeu por gerações.

13 – Jacó, um caráter transformado

Jacó é o filho de Isaque e Rebeca. Ele foi um homem astuto e trapaceiro que usou sua astúcia para obter a bênção de seu pai, que deveria ter sido dada ao seu irmão mais velho, Esaú. Isso criou um conflito entre os irmãos que durou por muitos anos. No entanto, Jacó foi transformado por Deus durante sua jornada para casa. Ele lutou com um anjo e foi renomeado Israel. Ele se tornou um homem de Deus e foi usado por Deus para cumprir Sua vontade.

14 – José, um homem designado por Deus

José foi o filho mais jovem de Jacó e sua favorita, Raquel. Seus irmãos o odiaram e o venderam como escravo na terra de Egito. No entanto, Deus usou a situação de José para realizar Seu propósito. José foi elevado ao cargo de governador do Egito e usado por Deus para salvar seu povo da fome. Ele ensinou a seus irmãos a lição de que Deus usa todas as coisas para o bem de Seus filhos.

obs: neste poste
so os tiulos que é de Elienai Cabral
os comentários são do PB Ivaldo Fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *