A Igreja como uma comunidade solidária

 

Leitura Diária Romanos 12

13 Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade

Reflexão
A Igreja é chamada a ser uma comunidade solidária, que vive e testemunha o amor de Deus no mundo. Mas o que significa ser solidário? E como a Igreja pode expressar essa solidariedade na prática?

Solidariedade é um conceito que vem do latim solidus, que significa firme, inteiro, indivisível. Solidariedade é a atitude de reconhecer que fazemos parte de um todo, que somos membros uns dos outros, e que temos uma responsabilidade mútua e recíproca. Solidariedade é a disposição de compartilhar os bens, os dons, as necessidades e as alegrias com os outros, especialmente com os mais pobres e marginalizados. Solidariedade é a virtude que nos leva a buscar o bem comum, a justiça social e a paz.

A Igreja, como corpo de Cristo, é chamada a ser uma comunidade solidária por sua própria natureza e missão. A Igreja nasce da comunhão trinitária de Deus, que é amor, e é enviada ao mundo para anunciar e manifestar esse amor. A Igreja é solidária porque Deus é solidário. Deus se fez homem em Jesus Cristo, assumindo nossa condição humana, sofrendo nossa dor, morrendo nossa morte e ressuscitando para nossa vida. Deus se fez próximo de nós, se fez um de nós, se fez nosso irmão. Deus se fez solidário conosco.

A Igreja é solidária porque segue o exemplo de Jesus Cristo, que veio para servir e não para ser servido, que se entregou até o fim por amor, que se compadeceu dos sofrimentos dos outros, que acolheu os pecadores, os doentes, os excluídos, os pequeninos. Jesus Cristo nos ensinou a amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Jesus Cristo nos ensinou a amar uns aos outros como ele nos amou. Jesus Cristo nos ensinou a ser solidários uns com os outros.

A Igreja é solidária porque obedece ao mandamento do amor, que é o resumo da lei e dos profetas, o fundamento da fé e da esperança, o distintivo dos discípulos de Cristo. A Igreja é solidária porque escuta a voz do Espírito Santo, que nos inspira a fazer o bem, a praticar a caridade, a promover a fraternidade. A Igreja é solidária porque vive da Eucaristia, que é o sacramento da comunhão, da partilha, da doação. A Igreja é solidária porque se nutre da Palavra de Deus, que nos ilumina, nos orienta, nos desafia.

Como a Igreja pode expressar essa solidariedade na prática? Há muitas formas e muitos campos de atuação. A Igreja pode expressar sua solidariedade através da evangelização, anunciando a Boa Nova do Reino de Deus aos pobres, aos presos, aos cegos, aos oprimidos. A Igreja pode expressar sua solidariedade através da liturgia, celebrando com fé e fervor os mistérios da salvação. A Igreja pode expressar sua solidariedade através da catequese, formando discípulos missionários que vivam e testemunhem o Evangelho. A Igreja pode expressar sua solidariedade através da pastoral social, defendendo os direitos humanos, denunciando as injustiças, assistindo os necessitados,

promovendo o desenvolvimento integral. A Igreja pode expressar sua solidariedade através da educação, transmitindo valores éticos e cristãos às novas gerações. A Igreja pode expressar sua solidariedade através da cultura,

dialogando com as diversas expressões artísticas e científicas. A Igreja pode expressar sua solidariedade através da ecologia,

cuidando da casa comum e respeitando a criação.

A Igreja como uma comunidade solidária é um sinal de esperança para o mundo. É uma resposta ao individualismo, ao egoísmo,

ao consumismo, ao relativismo que marcam nossa sociedade. É uma proposta de vida plena e feliz para todos os filhos e filhas de Deus.

É uma participação na missão de Deus, que quer que todos sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade. É uma antecipação do Reino de Deus, que é justiça, paz e alegria no Espírito Santo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *