TEOLOGIA DE JOÃO

 

pontos da teologia

A teologia do evangelho de João ocupa um lugar de destaque dentro do cânone do Novo Testamento, apresentando uma perspectiva única e profunda sobre a mensagem de Jesus Cristo. Enquanto os evangelhos sinóticos (Mateus, Marcos e Lucas) adotam muitas semelhanças em suas narrativas, o Evangelho de João oferece uma abordagem distintamente diferente, concentrando-se em revelar a guarda e a missão de Jesus de maneira mais espiritual e acompanhada. Neste artigo, exploraremos os principais temas teológicos encontrados no Evangelho de João e sua religião para a fé cristã.

1. A Divindade de Jesus: O Verbo Encarnado

O prólogo do Evangelho de João (João 1:1-18) é uma das passagens mais conhecidas e influentes de toda a Bíblia. Nele, o apóstolo João apresenta a identidade divina de Jesus, chamando-o de “o Verbo” (ou “Logos” em grego), que existia desde o princípio junto a Deus e era Deus. Esse conceito é central na teologia de João, enfatizando a preexistência de Jesus e sua igualdade com Deus Pai.
Essa noção da designada de Jesus é tolerada por meio das declarações “Eu Sou” (EU SOU), encontrada em várias passagens do evangelho. Por exemplo, em João 8:58, Jesus afirma: “Antes que Abraão existesse, EU SOU”, fazendo referência ao nome de Deus revelado a Moisés no Antigo Testamento (Êxodo 3:14).

2. A Salvação pela Fé em Jesus Cristo

Ao longo do Evangelho de João, a fé é apresentada como um elemento essencial para a salvação. Aqueles que creem em Jesus como o Filho de Deus e recebem como seu Senhor e Salvador recebem a vida eterna (João 3:16). A narrativa de Nicodemos, um fariseu que busca entender o Reino de Deus, ilustra a importância da fé em Jesus para obter a salvação (João 3:1-21).

3. O Espírito Santo como Consolador e Guia

O Evangelho de João também destaca o papel do Espírito Santo como Consolador, Conselheiro e Guia para os seguidores de Jesus. Jesus promete enviar o Espírito Santo após sua partida para que Ele esteja presente com os crentes para sempre (João 14:15-17). O Espírito Santo desempenha um papel vital na compreensão da verdade, lembrando os discípulos das palavras de Jesus e capacitando-os a viver vidas piedosas.

4. O Amor Ágape como Princípio Fundamental

O conceito de amor ocupa um lugar proeminente no Evangelho de João, especialmente o “amor ágape” – um amor incondicional, sacrificial e abnegado. Deus é o exemplo supremo de amor ágape, demonstrado através do envio de seu Filho para a redenção da humanidade. Jesus também ensina a seus discípulos que o amor uns pelos outros é uma marca distintiva de seus seguidores (João 13:34-35).

5. A Ressurreição e a Vida Eterna

A ressurreição é um tema central no Evangelho de João, e Jesus se apresenta como a ressurreição e a vida (João 11:25). Através de eventos como a ressurreição de Lázaro e sua própria ressurreição após a crucificação, João enfatiza a vitória de Jesus sobre a morte e a promessa da vida eterna para aqueles que creem Nele.

Em conclusão, a teologia do Evangelho de João oferece uma rica compreensão da lógica de Jesus, a importância da fé salvífica, o papel do Espírito Santo, o amor ágape como princípio fundamental e a esperança na ressurreição e vida eterna. Esses temas têm inspirado e fortalecido a fé dos cristãos ao longo dos séculos, proporcionando uma visão profunda da pessoa e obra de Jesus Cristo e seu significado para a humanidade. A mensagem de João continua a ressoar como uma fonte de sabedoria e esperança para todos os que buscam uma conexão mais profunda com Deus e Sua verdade.

por : pb ivaldo fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *