O QUE É POLITEÍSMO

O que é politeísmo? Politeísmo é a crença em vários deuses, cada um com seus atributos, funções e domínios. O politeísmo é uma forma de religião que se opõe ao monoteísmo, que é a crença em um único deus supremo. O politeísmo é encontrado em diversas culturas e tradições, como o hinduísmo, o budismo, o xintoísmo, o taoísmo, o paganismo, o neopaganismo, entre outras.

O politeísmo pode ser classificado em diferentes tipos, de acordo com a relação entre os deuses e a origem deles. Por exemplo, o henoteísmo é a crença em um deus principal entre vários outros deuses secundários. O politeísmo henoceântrico é a crença em vários deuses, mas com a adoração exclusiva a um deles. O politeísmo monárquico é a crença em vários deuses, mas com a existência de um deus supremo que governa os demais. O politeísmo panteísta é a crença em vários deuses que são manifestações de uma única realidade divina. O politeísmo politeístico é a crença em vários deuses independentes e sem hierarquia.

O politeísmo tem vantagens e desvantagens para os seus adeptos. Entre as vantagens, podemos citar a diversidade de cultos, rituais e mitologias que enriquecem a cultura e a arte. Além disso, o politeísmo permite uma maior tolerância e respeito pelas crenças alheias, pois reconhece a existência de múltiplas formas de divindade. Entre as desvantagens, podemos citar a dificuldade de conciliar as diferentes vontades e interesses dos deuses, que podem entrar em conflito ou competição. Além disso, o politeísmo pode gerar confusão e insegurança nos fiéis, que não sabem qual deus invocar ou seguir em cada situação.

O politeísmo é uma forma de religião que tem uma longa história e uma grande influência na humanidade. Apesar de ter perdido espaço para o monoteísmo nas principais religiões do mundo, o politeísmo ainda persiste em algumas tradições e movimentos religiosos contemporâneos. O politeísmo representa uma forma de compreender e se relacionar com o sagrado, que valoriza a pluralidade e a diversidade das expressões divinas.


por: pb ivaldo fernandes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *