lição Jovens e Adultos 2º Trimestre 2004

TEMA:
 Família Cristã 

SUBTÍTULO:
 Eu e a minha casa serviremos ao Senhor

AUTOR:
 Eliezer de Lira e Silva

Introdução
A família é uma instituição fundamental na sociedade e tem sido considerada como uma obra-prima criada por Deus. Desde tempos imemoriais, a estrutura familiar desempenha um papel vital na formação e no desenvolvimento de indivíduos, moldando seus valores, crenças e caráter. Neste artigo, abordaremos a relevância da família sob diferentes perspectivas, como sua conexão com a igreja, as etapas do relacionamento amoroso, as responsabilidades conjugais, o princípio da autoridade paterna, o cuidado com a criança e a terceira idade, o amor, os desafios trazidos pelos meios de comunicação, a importância do culto doméstico, o divórcio à luz da Bíblia e, por fim, a esperança da salvação para a família.

 

1: A Família e a Igreja

A relação entre a família e a igreja é intrínseca, visto que ambas têm o propósito de promover valores e princípios espirituais. A igreja pode servir como um apoio emocional e espiritual para a família, oferecendo orientação, aconselhamento e comunhão. A participação conjunta em atividades religiosas pode fortalecer os laços familiares e proporcionar um senso de propósito compartilhado.

 

2: Namoro, Noivado e Casamento

O namoro, noivado e casamento são etapas cruciais na formação de uma família. É essencial que os parceiros construam um relacionamento baseado no respeito mútuo, amor genuíno e comprometimento. O período de namoro e noivado permite que os casais se conheçam melhor e compreendam suas expectativas em relação ao casamento. O casamento, por sua vez, é uma aliança sagrada que requer esforço contínuo, perdão e dedicação para perdurar.

 

3: Os Cônjuges e Suas Responsabilidades

Os cônjuges têm a responsabilidade de construir um ambiente de confiança e suporte mútuo. Isso inclui compartilhar as tarefas domésticas, tomar decisões em conjunto e apoiar os sonhos e aspirações do parceiro. A comunicação aberta e respeitosa é a chave para resolver conflitos e manter um relacionamento saudável.

 

4: O Princípio da Autoridade Paterna

O princípio da autoridade paterna não implica em autoritarismo, mas em liderança responsável e amorosa. Os pais têm o dever de guiar e educar seus filhos, ensinando-lhes valores éticos e morais. O respeito mútuo entre pais e filhos é fundamental para construir uma atmosfera de harmonia e confiança dentro do lar.

 

5: A Criança e a Família

A criança é o elo que fortalece a unidade familiar. Ela precisa de amor, atenção e cuidados para crescer emocionalmente saudável. Investir tempo de qualidade com os filhos e participar ativamente de seu desenvolvimento é essencial para a formação de adultos bem ajustados e responsáveis.

 

6: A Família e a Terceira Idade

A família também deve valorizar e cuidar dos mais velhos. A terceira idade é uma fase de sabedoria acumulada e experiência de vida, e os idosos merecem respeito e atenção. Integrá-los nas atividades familiares e garantir que recebam assistência necessária é um ato de amor e gratidão.

 

7: O Amor na Família

O amor é o alicerce da família. Ele é paciente, bondoso e perseverante. Expressar afeto e apreço uns pelos outros é fundamental para manter os laços familiares fortes. A empatia e a compreensão são poderosas ferramentas para superar desafios e fortalecer os relacionamentos.

 

8: A Família e os Meios de Comunicação

Os meios de comunicação desempenham um papel significativo na vida familiar moderna. É importante monitorar o conteúdo que entra em casa e equilibrar o tempo gasto com atividades virtuais e interações familiares. A comunicação face a face deve ser valorizada e incentivada para preservar a intimidade familiar.

 

9: A Ansiedade pelas Coisas Temporais

A busca incessante por bens materiais pode levar à ansiedade e ao distanciamento familiar. É importante priorizar o bem-estar emocional e espiritual sobre as preocupações com as coisas temporais. A família deve ser um refúgio seguro onde se encontra apoio e conforto em meio às adversidades da vida.

 

10: O Divórcio à Luz da Bíblia

O divórcio é uma questão delicada e complexa. A Bíblia apresenta princípios que recomendam a união conjugal duradoura, mas também reconhece a realidade do sofrimento humano. O perdão, a busca pela reconciliação e o respeito mútuo devem ser priorizados. Caso a separação seja inevitável, é essencial proteger o bem-estar emocional dos filhos envolvidos.

 

11: A Importância do Culto Doméstico

O culto doméstico é uma oportunidade para reunir a família em adoração e reflexão espiritual. É uma prática que fortalece a fé e os laços familiares, permitindo o crescimento espiritual conjunto.

 

12: E Serás Salvo, Tu e a Tua Casa

A esperança da salvação para a família é uma promessa bíblica. Por meio da fé em Deus e da vivência dos princípios divinos, a família pode encontrar paz, segurança e redenção.

Conclusão
A família é uma obra-prima de Deus, projetada para ser um espaço de amor, apoio e crescimento mútuo. Investir na construção de relacionamentos saudáveis e no cuidado com cada membro da família é essencial para a prosperidade individual e coletiva. Diante dos desafios da vida, é na força dos laços familiares que podemos encontrar refúgio e esperança.

 

 

obs: neste poste
so os tiulos que é de Eliezer de Lira e Silva
os comentários são do PB Ivaldo Fernandes

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *